Storybooks logo
A aventura monstruosa de Siddhartha
Siddhartha olhou para seu pequeno barco de madeira, sentindo seu coração disparar de excitação.
Siddhartha is excited, preparing to start his adventure.
Ele saiu da margem do rio, sussurrando: 'Vamos conhecer os monstros que vagam na minha cabeça'.
Siddhartha sets off on his boat, ready for his imaginary journey.
As ondas do rio dançavam como serpentes brincalhonas, fazendo Siddhartha rir.
Siddhartha is amused by the river's waves, imagining playful serpents.
Sussurros de vento se transformaram em criaturas místicas que guiaram seu barco.
Wind sounds become imaginative creatures, guiding Siddhartha.
Uma borboleta esvoaçante tornou-se um pequeno dragão, levando Siddhartha a lugares escondidos.
Siddhartha follows an imagined dragon into an adventure.
Ele desenhou avidamente mapas de terras com árvores de chocolate e nuvens de marshmallow.
Siddhartha creates maps, picturing a whimsical world.
Quando o céu ficou cinza, Siddhartha viu gigantes gentis acenando lá de cima.
Clouds in the sky imaginatively become friendly giants.
Mesmo quando seu barco balançou, Siddhartha permaneceu forte, pensando: 'O medo não irá orientar meu caminho.'
Siddhartha remains brave during his boat's shaking.
Um respingo próximo não era apenas água, mas uma sinfonia de cavalos-marinhos nadando.
Siddhartha interprets a splash as a group of imaginary seahorses.
Ao cair da noite, as estrelas sussurravam histórias de valentes missões e tesouros.
Stars spark Siddhartha's imagination with stories of bravery.
Seus olhos ficaram pesados, mas por dentro um fogo de curiosidade continuava aceso.
Siddhartha is tired but remains curious and inspired.
Siddhartha acordou com o nascer do sol, sabendo que sua jornada estava apenas começando.
A new day begins, bringing more adventures for Siddhartha.

Perguntas para reflexão

  • Como você acha que Siddhartha se sentiu ao iniciar sua jornada no barco?
  • O que podemos aprender com Siddhartha sobre como enfrentar os nossos medos?
  • Por que é importante usarmos nossa imaginação como Siddhartha faz?

Read Another Story